11.9.15

O amor, em si, não se esgota.

1 comentário:

Cláudia S. Reis disse...

O amor, verdadeiro, nunca acaba!