2.7.15

Enquanto estivermos unidos, estaremos sempre de pé. Como se caminhar lado a lado fosse, mais do que a nossa felicidade, a nossa missão. Fazer de ti mais meu, como se mais fosse sempre melhor, como se por estares comigo e me seres luz algum dia pudesses ser realmente meu. Como se um dia, mesmo que pudesse, te amarrasse a mim - nunca o farei porque os amantes querem-se livres, para amar, para ficar e para partir. Cair não é ser inferior, e engana-se quem pensa assim, que julga que nunca caiu. Olhamos as quedas com perspectivas diferentes porque nem todos começamos na mesma casa de partida. Com ou sem ajudas, com ou sem empurrões, cada um de nós está em pontos diferentes e talvez nunca nos encontremos.

1 comentário:

Ana Roma disse...

Ai o amour, o amour... ~<3

Sejem felizes, que merecem.