20.3.15

Escrevo cartas à mão na tentativa de perpetuar o que sinto, como se não bastasse senti-lo tão intensamente.

2 comentários:

Cláudia S. Reis disse...

Tão eu.

emma disse...

que delícia que continua a ser ler os teus desabafos