12.2.15

O que mais me assusta na morte é esta ser permanente e definitiva. O não haver caminho de retorno, nem hipótese de repetir momentos e frases. Não tenho dúvida que o que mais me dói perder com a morte é o cheiro e o tom de voz único de quem parte. Excluindo, claro, a possibilidade de estar junto de novo, de fazer todos aqueles sonhos que se foi adiando, alguns bem simples, outros mais rebuscados. Mas nunca mais ouvir aquela voz, sentir aquele cheiro próprio que de vez em quando volta a nós no meio da rua mesmo que deserta, ou no centro comercial quando passa alguém com o mesmo perfume, tocar a pele de alguém de novo... A morte é o que de mais certo temos e ainda assim é das coisas que mais nos assusta.

3 comentários:

Sentimentos Incontrolados disse...

Nem sabia que tinha sido ele a dizer isso.

patrice disse...

Eu vi uma fotografia no Instagram e pareceram-me bastante apetitosas! :p

patrice disse...

A morte é uma das coisas que mais me assusta, mesmo! Estas palavras disseram tudo...