1.2.15

01 café

Acordar e ainda sentir o teu cheiro espalhado pela casa. Nas roupas, nos lençóis, em mim. Acordo e tomo um café, na tentativa de te trazer de novo, como se fosse o café que tanto gostas a chamar por ti, como se seguisses o seu perfume só para me encontrares de novo. São dias como este, verdadeiras aventuras, que me fazem ansiar o futuro. Ainda que possam vir a ser constante, nunca tomarei as nossas trocas de carinho como adquiridas. Porque são sempre tão diferentes - e tão especiais. Quando partilhamos o pequeno-almoço?

4 comentários:

Cláudia S. Reis disse...

Que os pormenores mais simples nunca vos abandonem. Porque são esses que fazem a diferença!

patrice disse...

mas que verdade! faz lembrar aqueles romances antigos e tudo. não me vou esquecer das tuas palavras*

nês disse...

Basta escolheres um dia, és tu quem comanda a tua vida.

nês disse...

r: era bom que o estar me fizesse acreditar no melhor que a vida nos pode dar, mas não consigo ver as coisas dessa forma...