21.1.15

O nosso quarto, a nossa cama... o nosso cheiro nos nossos lençóis enrodilhados. As velas a iluminar-nos, mas sempre a penumbra que eu tanto gosto. Sombras, apenas nos vemos como um único vulto, unido, tocando-se na escuridão. Eu e tu, a nossa cama e o teu abraço.

Sem comentários: