12.1.15

Não há nada que se compare à gentileza genuína dos desconhecidos. Os bons dias trocados às sete da manhã, quem nos deixa sair primeiro nos transportes públicos, clientes que quando nos vêm dizem "oh minha querida, ao tempo que não te via! tinha medo que já te tivessem mandado embora!", coisas aleatórias e simples que ajudam a dar sentido à vida.

1 comentário:

Raquel Pires disse...

Há poucas coisas melhores e talvez nenhuma vá mudando tanto o nosso dia como esta gentileza do mundo e das pessoas!