30.1.15

30 biografia
 
Um dia desafiaste-me a escrever sobre a tua vida. Como é óbvio aceitei o desafio, ter lugar na primeira fila para conhecer um pouco mais sobre ti era ideia que me agradava. E escrevi, resumi o teu passado, dissequei o teu presente e subtilmente coloquei-me no teu futuro. As páginas em branco que deixei para completares eram o íntimo desejo de escreveres o teu futuro comigo. Sei que nunca mais lá escreveste, mas não bastariam as dez folhas que te deixei.


2 comentários:

Li disse...

usas tão bem as palavras, adorei!
Li**

Cláudia S. Reis disse...

Que o vosso livro tenha páginas sem fim!