20.1.15

20 retinir

Palavras que perduram para lá do tempo, para lá das despedidas, para lá das saudades. Palavras que mesmo não tendo sido ditas, só escritas, as ouço na minha cabeça com a voz do remetente, sempre a voz a marcar presença, nem eco que permanece preso dentro de mim. Sempre fui pelas palavras, ditas ou escritas não importa, a capacidade de as poder reler quando escritas, a capacidade de as repetir no nosso interior quando ditas, sempre as palavras. Há coisas que dizem que parecem não ter grande importância mas para mim teve mesmo muito, obrigada. De nada, obrigada eu por haver mais alguém a dar valor aos pequenos gestos, mesmo que espontâneos, totalmente genuínos. Palavras que ecoam em mim, palavras minhas que ecoam nos outros.

3 comentários:

Ana Fernandes disse...

r: também acho que sim :)

Marta Santos disse...

r: dei uma oportunidade no outro dia e sem dúvida que vale a pena ver aquele rapazinho fazer exercício. que HOT! Apesar de não a achar super wooow até estou a gostar :)
Beijinhos*

Ana Fernandes disse...

r: claro que sim :p