19.1.15

19 último

Nunca percebi como há quem tenha coragem de fazer despedidas de forma consciente, quem se deixa afogar em lágrimas ao lado da pessoa que ama sabendo que aquela será a última noite com o calor daquele corpo. Não entendo o que leva as pessoas a fazerem isso a elas próprias, é como dar um tiro no pé por vontade própria, sofrer por prazer... Nunca gostei de desligar as chamadas, nem de dar sequer o último beijo de cada dia, quanto mais massacrar-me assim.

1 comentário:

Lúcia disse...

às vezes há motivos que não podes controlar, Mari