16.11.14

Nunca haverá transportes para onde quero estar porque não há nenhum caminho para os lugares perfeitos da minha mente.

1 comentário:

Lúcia disse...

pára de escrever assim Mariana, um dia zango-me contigo