1.9.14

1 metáfora

Setembro sempre foi, para mim, metáfora de passagem de ano. Para uns é culpa do regresso à vida laboral/às aulas, para mim é o meu aniversário que causa esta divisão entre ano velho e ano novo. Amanhã começa então um ano novo, sem nada escrito, nem sequer notas à margem com apontamentos sobre certas personagens. Tenho os meus objetivos bem definidos, alguns demasiado ambiciosos, tenho noção disso, mas ainda assim anseio-os e vou lutar por eles como se fossem os mais acessíveis do mundo. Este ano não vou fazer balanços. Já os fiz, mais cedo - culpa da necessidade de exteriorizar certo desalento quanto a ausências e regozijo quanto às presenças (algumas inesperadas) fantásticas. Este ano vai ser a hora de olhar apenas em frente: tantas aventuras e desafios me esperam, que me permita deus ter coragem e energia para todos! Até amanhã, que amanhã será um ano novo.

4 comentários:

Cláudia S. Reis disse...

E que seja um excelente novo ano :)

Lúcia disse...

e eu farei parte desse teu ano novo. assim como fiz do velho. e espero que contes sempre comigo nas tuas passagens de ano. tenciono estar bem presente!

DexTer disse...

esperamos satisfazer-te a curiosidade :)

Pedro Sampaio disse...

Que seja um bom começo :)