7.8.14

04 negociar

No meio das guerras do amor não há espaço para negociar a paz. Tempestades de sensações, palavras que são tumultos e dilaceram mas reconstroem. Não há tempo para a paz mas há que aproveitar as tréguas.

1 comentário:

Cláudia S. Reis disse...

Há que tentar transformar as tréguas em paz :)