1.7.14


01 viajar

A viagem, já longa, começou há quatros anos e meio. Ainda crianças trocávamos olhares tímidos e toques suaves. Nunca tinha beijado, nunca tinha sido abraçada com o amor quente e doce que hoje me dás todos os dias. Talvez ainda seja nova para este tipo de compromisso, talvez me achem inocente por te querer comigo sempre, talvez um dia olhe para trás e pense de forma diferente. Hoje quero-te apenas a ti, do meu lado, nas viagens de carro, nas viagens do corpo, todas seladas com um beijo ternurento como o de domingo, enquanto dormia.

Sem comentários: