1.4.14

01 Espera

Passava já meia hora da hora combinada. Já era tarde demais, o comboio tinha partido. O tempo avançava, lento e pesado.O livro que trazia sempre consigo fazia-lhe companhia. O relógio anunciava as dezanove. Naquela altura ela soube: não ia ancorar por ninguém quando tinha um mundo inteiro por descobrir. Então entrou no primeiro comboio e decidiu ser feliz sozinha. Do outro lado do mundo estaria alguém à espera do seu sorriso.

2 comentários:

Cláudia S. Reis disse...

Há sempre alguém que nos espera :)

Sunshine disse...

Este texto descreve na perfeição aquilo que tenho feito. Adorei, estou a adorar ler o teu blog. beijinho (: