3.4.14

Gosto da loucura que em ti trazes. Se um dia o sol não vier sei que vais pintá-lo a guache, só para me ver sorrir. Gosto dos teus trocadilhos, em prosa, em que usas a matéria científica que aprendes na escola para te expressares e te demonstrares ao mundo de forma exacta. Mas tu não és exacta nem básica, não és preto no branco. Tu és azul, és rosa e és mar. 

7 comentários:

Lúcia disse...

é bom que as pessoas te inspirem assim. é bom que quem não te inspire não seja apenas uma personagem dum livro que leste. é bom que pessoas que te rodeiam tenham também esse poder sobre ti :)

mariana disse...

que lindo, lindo, lindo!

Lúcia disse...

que me tenha identificado? :)

Lúcia disse...

sim, como é óbvio! fiz-me de desentendida mesmo só para ter a certeza. és linda, sabes?

Carina Filipa Peixoto disse...

e quando alguém nos inspira é como se tivéssemos o mundo aos pés (:

Lúcia disse...

ia assumir que era dirigido a mim para depois não ser? há que ter a certeza xD. mas adorei, Mari. a sério!

Sunshine disse...

Ohh , está tão lindo ******