29.4.14

29 Calor

A pele de galinha não é nada, acredita. É a mudança mais singela no meu corpo de cada vez que dou por mim junto de ti, abraçada e segura nos braços que sendo teus são os meus favoritos. O calor do teu abraço quando, dançando no mesmo ritmo, me rodopias e mostras que o mundo, mesmo que de pernas para o ar, continua a fazer sentido se te tiver por perto.

Sem comentários: