22.4.14

22 Ficar

Ainda me lembro de, em pequena, me dizerem para aproveitar todas as situações enquanto as vivo. Seria um bom conselho se não nos impedissem de partir, mas sempre nos assustaram quanto ao que teríamos à nossa espera. Sempre pensei que quando saísse encontraria um buraco negro prestes a sugar-me a alma, a personalidade, a vida. Ficaria murcha e sem cor do outro lado. E então surgiu o medo de partir. Acomodados ao vazio, trespassados por facas, vamos ficando, como nos ensinaram. E não percebemos que ficar, por vezes, é morrer.

1 comentário:

Cláudia S. Reis disse...

«Ficar é morrer», esta é a mesmo a ideia essencial.