6.3.14

Por vezes achamos que a condenação de alguém depende dos nossos juízos de valor. Mas com esses juízos só nos estamos a condenar a nós: a uma vida baseada em aparências. O verdadeiro castigo está na mente de quem erra (ou pensa ter errado).

Sem comentários: