25.3.14

Os poemas que escrevo não respeitam qualquer regra de ritmo ou de rima. São poemas fugazes e simples, um pouco rudimentares. Por isso gosto tanto de os escrever, porque não sinto necessidade de mudar de linha sempre que mudo as minhas ideias. Então vou poemando em prosa, serenamente.

5 comentários:

Lúcia disse...

eu amo-me, e para já isso chega-me. com o tempo logo vejo se quero uns clichés na minha vida :)
«vou poemando em prosa, serenamente», que lindo oh Mari, e que bem que tu "poemas" :)

Mariana disse...

Continua sempre "poemando"!!:):) é um orgulho enorme saber que te proporcionei essa força. O teu abraço foi recebido com muito muito carinho e desejo-te um igual

mil beijinhos***

TwoVoicesOneHead disse...

por aqui onde ? xD

Cláudia S. Reis disse...

Todas as formas de poesia são válidas. As palavras é que contam.

Lúcia disse...

obrigada! há pessoas que merecem ocupar esse lugar, de quando em vez :)