8.1.14

entre aspas

"O primeiro amor, o tanas. Irrita-me esse arquivo organizado a que as mulheres chamam romantismo. Como se houvesse segundo, terceiro, quarto, quinto amor. Como se o amor fosse a escada de um prédio de apartamentos. O amor é uma coisa que começa velha, uma forma de demência que nos leva a concentrar os corpos e os rostos que desejamos num só." Os Íntimos - Inês Pedrosa

2 comentários:

Cláudia S. Reis disse...

Não podia concordar mais. Eu não tive um primeiro amor, tive vários. Ainda continuo a ter primeiros amores.

F disse...

concordo absolutamente, gostei muito!