28.12.13

Não há nada de fantástico em falar contigo diariamente. Cansa, aborrece, estraga. Mas se te procurar, se te falar, é apenas porque me lembrei de ti. Não prolonguemos em demasia.

Sem comentários: