22.6.13

Mas pássaro não sou e asas não tenho. Tenho, então, de aprender a ver com os olhos que tenho, dando-lhes liberdade de absorverem o mundo a cada pestanejar. Se me deixassem respirar ao ritmo e quisessem sentir como eu sinto, então todos estaríamos em sintonia com a maior maestra de todas: a Natureza.

3 comentários:

Ana Rita disse...

sempre tão lindo

Flávia disse...

mas que belo .

Saturnine Luna disse...

e nada mais supremo do que saber voar pelas emoções.