27.5.13

oportunidades não infinitas

Mas és o meu karma. És castigo mais do que destino, és nevoeiro mais do que sol. No fundo não te quero mas não quero estar sem ti. Não é não poder, é não querer. Se a explosão acontecer quero que saibas que sempre tive na minha mão o poder de decidir. Mas adiei. Apenas te dei mais uma hipótese. 

2 comentários:

AMF. disse...

Sinto isto com todo o meu corpo.
Tens o dom das palavras

Saturnine Luna disse...

e hirra que escreve como o sempre:)