15.5.13

De tal forma transparente sou que, hoje, se alguém quiser saber como estou, olha para os meus óculos e neles ainda encontrará parte do teu reflexo. Meio fugido, meio imperceptível. És o mistério dos meus dias.

3 comentários:

Saturnine Luna disse...

há sempre mistérios para desvendar. Por isso as pessoas são diferentes e ainda bem :)

inês silva disse...

Há sempre quem, mesmo ausente, consiga estar presente em nós...

Margarida disse...

MAS EU ADORO O QUE TU ESCREVES CARAMBA!