6.4.13

Fazes-me sonhar e nem te apercebes. E, para que conste, finalmente as borboletas que fazes crescer em mim vão encontrar os ares da Primavera. Como se descesse as escadas do meu prédio e de repente estivéssemos em Paris.

3 comentários:

Inês disse...

oh, meu Deus. está magnífico.

inês silva disse...

que haja sempre Primavera dentro de ti, e que o amarelo te domine :))

Emilie disse...

este texto está tão doce :)