3.4.13


«e tu és o ser humano mais fiel a esse conceito que eu conheço.
consegues ter tudo, em ti, ter tudo, tudo o que é possível a um ser humano conter, em ti. e eu sinto que é meu, e há de mim em ti. eu inspiro, tu expiras. como se houvesse uma dependência. e há. tu és um mundo, tens tudo o que um mundo tem, e o mundo não te tem a ti, és de tudo menos do mundo, és maior e mais livre que o pesar do mundo, eu tenho a certeza que tu não acreditas que és do mundo. tu não gostas do mundo, tens o teu, e o meu, mas não tens o de mais ninguém. o que faz de ti um universo, e preocupaste com isso. o que faz sentido. não gostas do mundo, preferes universos e não te deixas entender. eu entendo-te, melhor a ti do que a mim mesma. porque és tu, e sinto que tu és eu.»

1 comentário:

nês disse...

r: pois, só que não é isso, porque infelizmente eu sei o que é retrair-me e isso já passou. Elas hoje decidiram mesmo ignorar-me, mas eu já sei que amanhã já está tudo bem como se nada se tivesse passado..