13.1.13

Procuras sempre um motivo para tudo. Tens noção de como me custa agir espontaneamente e depois ser obrigada a encontrar as razões quando para mim elas nem sempre existem? Porque por vezes vale mais viver sem quês e porquês e esse torna-se o único motivo da felicidade: deixarmos fluir ao ritmo da Natureza, fazermos parte dela e por isso nada nos pode abalar. Esse é o motivo.

1 comentário:

cherry blossom disse...

é , as pessoas tentam sempre arranjar motivos ... mesmo quando eles não existem .