10.1.13

Falam em anos, pensam em anos. Agora tudo o que conta é o tempo. Esquecem a intensidade, a intenção. Esquecem o viver e ficam-se pelo imaginar e planear. Desvalorizam o momento presente porque o que interessa é o que já passou e o que ainda poderá passar. Falam do Futuro como se tivessem a certeza dele e esquecem o Presente como se já estivesse perdido. Não está mas estará. Irremediavelmente perdido.

5 comentários:

mariana disse...

ohh como sabes falar da verdade. Dói mas é assim. Há quem não saiba viver querida, acredita.

Inês disse...

Temos de viver o presente com a máxima intensidade.

J'F disse...

:)
como assim? :x

Claire disse...

O teu blog é dos meus preferidos adoro tudo o que escreves!

R. É verdade que a Alemanhã é muito boa e desenvolvida.
Mas cresceu á custa dos outros. Á custa dos saques/roubos que faziam durante as guerras (arte, ouro dos judeus, preciosidades, dinheiro dos judeus que eram os mais ricos). Cresceu a nível económico.
Desenvolveu-se a nivel cientifico e de saude fazendo experiencias com os Judeus! Exemplo: A uma mulher que foi testemunha no julgamento de um Nazi medico fizeram vários cortes e colocaram nas pernas vidros, terra, e outras coisas para ver como o corpo Humano reagia a infecções. Etc etc.
A nivél tecnológico com o intuito de criar material bélico de guerra.
E a Grécia sofre agora muito pelas dividas de guerra que a Alemanha tem com ela e que se ''esqueceu'' de pagar!

Raquel disse...

tão verdade! Curto e direto. Muito bom :)