11.11.12

A intensidade de uma qualquer relação não deve ser medida pela quantidade de vezes que falámos, que dizemos algo -seja um amo-te ou um isto magoou-me. A ser medida, que seja pela quantidade de vezes que não dissemos. Pelas vezes em que calamos, em que sufocámos sem razão aparente porque talvez aquele não seja o momento certo, porque talvez estejamos a estragar tudo, porque talvez não seja bem como nós entendemos. E é sempre tanto o que fica por dizer... Por isso não rias nem ridicularizes sempre que digo, cada palavra que que escrevo ou partilho. É preciso coragem para falar porque o mais comum é ser mal interpretado. As pessoas não estão prontas para ouvir, parar e pensar. E é por isso que as minhas palavras se tornam raras.

16 comentários:

mariana disse...

viver é raro~

mary disse...

nem mais! acho que não diria melhor

catarina disse...

Gostei imenso. "As pessoas não estão prontas para ouvir, parar e pensar. E é por isto que as minhas palavras se tornam tão raras.", tão verdade.

mai disse...

Está muito bonito e concordo contigo :)

Aurora disse...

Sublinho cada linda tua <3

Marisa. disse...

"As pessoas não estão prontas para ouvir, parar e pensar. E é por isso que as minhas palavras se tornam raras." Gosto tanto, Concordo tanto. <3

raquel sousa disse...

Lindo, mesmo lindo!

João Pedro disse...

Ler algo assim deixa-me frustrado, eu aqui a escrever sobre merdas todas comidas do cérebro e tu com esse tom muito suave beliscas-me os sentidos sem esforço aparente.

Aurora disse...

Está tudo bem <3

Margarida disse...

só quero que venha o calor dos braços dele :)) as tuas palavras são raras mas bonitas, te garanto!

Aurora disse...

Já vem do passado <3

mai disse...

Que define o quê?

mary disse...

eu adoro pessoas misteriosas

Aurora disse...

Não gosto de falar quando está tudo dito no blog. Beijinhos <3

mary disse...

nem mais!:)

nicolemorais disse...

mas que verdade!