18.10.12

«Se reparares hoje o dia amanheceu a chover e agora vês que está uma manhã bonita cheia de sol.  Digo-te isto porque, ele entra pela minha janela e ilumina o meu quarto como se se tratasse de um dia de Primavera. E isto para te dizer que num curto espaço de tempo tudo à tua volta pode mudar. E eu não preciso de algum motivo em especial para te escrever. Podia falar-te da noite de ontem quando me vieste buscar e eram 03:03 mas não me apetece muito que esse nosso amor esteja aqui nestas linhas porque não és só tu que me lês. Tenho aqui pessoas que caminham comigo neste passeio da escrita desde que eu me lembro de começar a brincar com as palavras. E elas têm vindo comigo até aqui, ter connosco, a três metros acima do céu. Eu gosto de saber que elas cá estão quando dão sinal de si e me vem falar de mim, de ti e desta escrita que tem mudado comigo e connosco. E eu digo-te: a minha escrita está diferente. Não sei para que lado, se para o do melhor ou pior, mas arrisco a dizer que pelo menos vejo-a no lado mais bonito. Porque agora escrevo com amor. Com o amor que sinto por ti e com aquele que tu me dás. Descrevo os mais simples pormenores, como uma borboleta a pousar numa flor ou o movimento que as ondas fazem numa tarde de pôr-do-sol na praia, e vejo beleza em todos estes pequenos gestos por os estar a observar. Antes não reparava neles, muito menos dava de mim a escrever sobre eles e isso agora acontece. E vês, não sei se estou no melhor lado da escrita mas sinto que estou naquele que me satisfaz e me dá sorrisos ao fazê-lo e isso é o mais importante, não é? Escrever com amor e por amor, é nisto em que estou. Foi nisto em que me colocaste, e eu só tenho que te agradecer. E a vocês também por me lerem, por continuarem a vir aqui e a encontrarem-me onde mais ninguém o faz a não ser vocês, a três metros acima do céu. E acreditem, num curto espaço de tempo tudo á vossa volta pode mudar. Não impeçam essa mudança, quem sabe se ela não vos mostra o vosso lado mais bonito, tal como fez comigo»


Retirado do blog da Claire


11 comentários:

Ana disse...

Mas é verdade.
A Claire escreve mesmo bem :o

Ana disse...

Não sei se terá -.-

sophia disse...

a vida, basicamente. talvez seja uma fase má mas sei que há-de passar

Aurora disse...

Mesmo coração <3

nicolemorais disse...

Sim, não precisas de estar nervosa :b
Fogo, já vi que isto não foi muito bom :s queres falar?
Espero o mesmo*

nicolemorais disse...

Este texto da Claire está lindo:)

nicolemorais disse...

Então tens de a esgotar para não sofreres!

nicolemorais disse...

Força!*

patrice disse...

é uma atmosfera triste que nos deixa também assim...

Carolina disse...

Fizeste bem em partilhar este texto aqui, ainda não tinha lido e está lindo :)

Inês disse...

Obrigada querida **