10.10.12


Há coisas muito importantes sobre a minha vida que eu não digo directamente às pessoas, mas antes as escrevo. Seja aqui, seja num caderno, seja por mensagens. Escrevo para cada uma no local em que sei que elas acabarão por tropeçar e descobrir as palavras. Não por medo, não por falta de coragem e não para lhes esconder as coisas. Faço-o porque dessa forma a mensagem chega ao destinatário sem ser no meio de discussões. Faço-o porque apenas preciso de dizê-las, e porque não quero respostas nem justificações. 

18 comentários:

nicolemorais disse...

digo-te o mesmo :)
nisto somos iguais!*

Inês disse...

Muito bem. Que bonito.

Camila disse...

Por vezes tambem prefiro escrever, mesmo que a mensagem nunca chegue ao "destinatario".

Inês disse...

Exato, ainda bem que me percebes meu amor.

nicolemorais disse...

Ora nem mais! Disseste tudo :)
Melhorei! E tu?*

nicolemorais disse...

Tudo graças a ti e a dois amigos meus :)

nicolemorais disse...

Opá, a sério, tu és um doce tãooo gigante! Que a vida te dê apenas alegrias

Aurora disse...

Boa atitude <3

db disse...

não tenhas medo de mim nem de ninguém. eu sou revoltada, confesso, mas não sou o bicho papão. obrigado por gostares das minhas palavras. também gosto das tuas.

nicolemorais disse...

Tu tens ar de ser novinha, mas sinceramente tens uma cabeça! Até me sinto mal porque com a idade que tenho continuo a desejar que haja apenas bem no mundo quando sei perfeitamente que isso é impossível. mas bom, tens razão, que tenhamos coragem para encontrar algo bom!:)

nicolemorais disse...

16 ou 17 :b
Tens razão! Eu então sou a tempestade em pessoa

little marie. disse...

Por vezes, a nossa escrita é mal interpreta e são necessárias respostas e justificações. Mas a escrita é a escrita, para mim é sempre mais fácil pegar num papel e escrever o que me vai na alma e no coração.

inês silva disse...

Tudo dito !

Margarida disse...

o problema é que eu não tenho coragem para o deixar partir. não tenho coragem para me habituar de que ele não está. aliás, eu não tenho coragem para qualquer coisa que seja sem ele!

Margarida disse...

o problema é que eu não tenho coragem para o deixar partir. não tenho coragem para me habituar de que ele não está. aliás, eu não tenho coragem para qualquer coisa que seja sem ele!

Mafalda Marques disse...

Gostei do blog, segui*
http://forareasonnn.blogspot.pt/ (:

inês silva disse...

e de tantas maneiras se diz .

emma disse...

Derreto-me neste teu blog! Um dos meus preferidos, sem dúvida :D