30.9.12


A nossa vida é como uma fita de cetim, há sempre momentos em que damos laços. Uns são mais fortes do que outros, e todos eles são eternos. Eternos enquanto duram, entendes? Uns mais eternos do que outros, por força das circunstâncias, por ajuda do momento. Na verdadeira essência da palavra, nenhum é eterno porque a vida nunca permitirá tal. Chega a um ponto em que vários motivos se interceptam e o laço desfaz-se. Quer queiras, quer não. Nunca o poderás evitar. A fita fica deformada, com as marcas que o passado nela deixou. Ela tenta recompor-se, mas a verdade é que nunca será a mesma. Não que seja melhor ou pior do que antes, é apenas diferente. E aprendeu uma lição. E nem que a passes a ferro, ela nunca será a fita inicial. Pensa nisso.

5 comentários:

wendy disse...

verdade ..

wendy disse...

também fiz uma longa viagem , não contei as horas. mas como sou de Aveiro dá para perceber que demorou..

claire disse...

está lindo e muito verdadeiro

cláudiagomes. disse...

é como a cola... podes pegar nela mas se tudo já estiver partido só te cola os dedos, nada mais.

silvioafonso disse...

.




Amanhã, 01 de outubro você
se sentirá na pele de uma
das pessoas que lutou para
conseguir o grande amor de
sua vida e viu com o passar
do tempo a maioria dos dese-
jos ser assassinada pela pes-
soa amada, esmaecendo o
grande sentimento.

Espero você lá.

Um beijo,

silvioafonso







.