5.6.12

A mentira não magoa, destrói. A verdade, quando é falsa, arruína. O poder das palavras em demasia, atraiçoa. A dor, quando é forte, mata. O perfume, quando é intenso, enjoa. O extravagante, quando insensato, desilude. O fogo, quando aquece, queima. A ignorância, quando é muita, aborrece. O desencanto rápido, fere. A sinceridade profunda surpreende. A humildade grandiosa espanta. O curioso rapidamente se torna no óbvio e a maldade na rotina. A dúvida não questiona e o poder não ordena.
retirado do blog Multiplica-se Amor, escrito por Ana Margarida

6 comentários:

mafalda. disse...

obrigado querida, segue o meu, irei também seguir o teu :)

Mel disse...

então, não consegues seguir-me porque princesa?

Mel disse...

então, não consegues seguir-me porque princesa?

Patrícia disse...

eu sei que me entendes bem nisto da distância.. é complicado, eu vou passar pelo menos 15 dias com ele no algarve e ele ainda não sabe se pode vir cá a coimbra de vez enquanto mas eu só rezo para que sim se não nem sei como vou aguentar as saudades :(

Ana Margarida disse...

Obrigada, meu anjo.

Sara C disse...

este texto está tao lindo o: