13.6.12

falso moralismo

É impossível agir sem se ser dominado por moralismo. Podem ser a nossa moral, podem ser as nossas filosofias, mas é sempre tendo por base uma série de ditos que nos condicionam. Não é que isto seja negativo, porque sinceramente acho que todos nós devemos ter os nossos valores, uma marca definida do que nós somos e daquilo em que acreditamos. Ora, muitos de nós dizem que são livres. Que fazem o que querem, dizem o que querem, não têm de dar contas a ninguém. Mas não é assim. A partir do momento em que temos uma tábua de valores, estamos presos a ela. Só fazemos o que vai de acordo com a nossa filosofia, dizemos o que ela nos permite dizer e damos contas à nossa consciência, que ao fim de cada dia nos obrigada a pôr em perspectiva o que foi o nosso dia e o que é o nosso estilo de vida. 

4 comentários:

Tiz disse...

O que nós vivemos foi um amor muito forte que durou mais de um ano e eu tenho a certeza de que se voltasse seria sério e intenso pois ele não era capaz de estar comigo sabendo que eu gosto mais dele do que ele de mim.
Compreendo a tua opinião de parte também penso como tu mas quando é o coração a falar é sempre diferente :x
gosto do texto :)

caroline pipi disse...

verdade!

Ana Margarida disse...

Sim, eu sei que respeitas, minha querida. E agradeço-te pelas palavras que me disseste, a sério.

martasousa disse...

é o melhor do mundo.