10.6.12


Chegou o momento de deixar de ser inconformada. Exigir a sobre-posses só nos faz sofrer, bater de frente na parede da desilusão. Muitas vezes nem há motivo para tal. Mas quando a insatisfação está entranhada em todos os poros não há nada que se possa dizer para mostrar que temos tudo. Ou nós parámos para olhar e valorizar o que temos, ou então vamos sugando tudo de quem nos rodeia, até não lhes restar nada de verdadeiramente genuíno, até se terem moldado aos nossos desejos e essa mudança nunca chegar. Como a plasticina que depois de tanto construir e ser destruída já não serve para nada. 

6 comentários:

Inês disse...

eu tinha pensado num piquenique. mas... e mais? piquenique e... oh, sei lá.

Tiago Matos disse...

adorei o texto *

Inês disse...

LOL pois, estou um bocadinho.

Ana Margarida disse...

Do simples, tornaste complexamente único. Gostei tanto.

cláudiagomes. disse...

e eu aqui pra ti, mar.

m. disse...

Acho que vou seguir o conselho (existente nas entrelinhas) deste texto.