19.5.12

Parabéns Déborinha


Meu deus, é ao olharmos para ti que todos vemos como o tempo passa: a prima pequenina que sempre queria brincar connosco e que chorava e acusava as coisas à mãe, já é uma mulherzinha. Sempre foste a mais pequenina, a mais frágil, e apesar de tudo todos os gritos, sermões e conselhos era para te protegerem, porque apesar de tanto sermos brutos, nós só não queríamos que nada de mal te acontecesse.
Agora, agora já és uma mulher, e estás longe de mim, já não posso cuidar de ti nem proteger-te, mas quero que saibas que gosto muito de ti dédé e estou aqui para tudo o que precisares, seja para te ouvir falar ou para nos divertirmos.
Aproveita bem o teu dia, sorri muito!

4 comentários:

claire disse...

que doce.o tempo não deixa mesmo de passar

Ana Margarida disse...

É verdade .. Ás vezes, sinto-me tão pequenina. Mas é como se costuma dizer: idade não define maturidade.

Maria João Cardoso disse...

podes crer que diz (:

disse...

obrigada, mesmo.
já agora, parabéns à pequena!