21.5.12

eterno efémero


- Para sempre! - acreditava ela, queria ela, pensava ela e lutava ela para alcançar.
- Nem tudo dura para sempre, talvez nada dure para sempre - mostrou-lhe a vida, tal como mostra a toda a gente, algum tempo depois.

7 comentários:

caroline pipi disse...

grande verdade.

ana soares. disse...

sim, há sempre aquela cena de contar as cenas mais à vontade..
beijinho!
(mando noutro comentário, o e-mail)

m. disse...

mas ele pode ficar perto de ti, ou não?
um dia, todos acabamos por perceber que nada é para sempre.

Tiz disse...

Não imaginas o quanto me identifico com essa tuas palavras!
gosto muito, beijinhos :)

Ana Margarida disse...

Tão verdade.
(Tinhamos quase a mesma publicação!)

Ana Margarida disse...

Oh meu doce, obrigada! Do fundo do coração <3

Lia disse...

adorooo!