17.5.12

Do Amor à distância




«Que me desculpem todos aqueles que não acreditam no Amor à distância, mas Amor que é Amor vai para além do imaginário. Transcende qualquer latitude ou longitude. E desconhece os quilómetros que separam os dois seres apaixonados. O Amor não possui barreiras, fronteiras e muito menos tem uma medida limite. O Amor à distância é atulhado de saudade, de vontade sufocada, de sorrisos lembrados e mariposas descontroladas. É sofredor… E só quem possui um Amor assim é que sabe o quanto padece não nos encontrarmos nos braços da pessoa de que gostamos. Ou não possuirmos o esplendor no olhar, por não o termos avistado. Amor à distância são chamadas a meio da noite, só para escutarmos o timbre de voz. São reencontros de pequenos instantes e momentos que estagnam, onde cada segundo representa uma hora. Amor à distância é estar em casa novamente. É dar valor a todos os dar de mão ou a todos os cruzamentos de olhares. É estar em dois lugares ao mesmo tempo. E é sonhar até alcançar. Amor à distância é repleto de detalhes, de pequenos gestos que enchem o coração. É desejar não haver separação e ainda chorar com isso. É aconchego até ao último minuto e presentear o outro. Amor à distância é confiar a duplicar. É a felicidade no seu auge e o guardar de todos encontros. É memória táctil, visual ou gustativa. Amor à distância é Amor. Não é uma escolha. É fazer do impossível possível, do errado certo. É a plenitude da vida, a magnitude da existência. Não há porque comparar, medir ou restringir o Amor à distância.»

retirado do blog da m.

10 comentários:

Maria João Cardoso disse...

http://umdejulhodedoismileonze.blogspot.com

aqui está o link do outro blog, eu não o apaguei, simplesmente fiz uma pausa.

cláudiagomes. disse...

faz-me lembrar o João este.
Só isso...
Como se fosse pouco.

Ana Margarida disse...

Oh meu amor, não és a única, acredita. Quantas vezes não sou invadida por uma melancolia inacreditável? É tão natural (apesar de achar que não deveria ser).

joana disse...

Adoro, adoro!

m. disse...

é tão BOM ler um texto meu aqui no teu blog. és uma grande escritora e eu admiro muito essa tua forma de usar as palavras.

joana disse...

Bem preciso meu amor, bem preciso! Obrigada <3

sf* disse...

adoro, está realmente fantástico *-*
Bem hajam palavras simples que traduzem o que de mais profundo existe.

ana soares. disse...

awn, ainda bem.. assim já não me sinto só, e já não sou a única que já senti esta dor de ser "a amiga apaixonada".

Ana Gonçalves disse...

LINDO!! E bem verdadeiro...

cláudiagomes. disse...

queria este texto :c