23.3.12

Por vezes, o melhor para nós é o que mais nos custa e o que menos queremos. Nem sempre o caminho é fácil para o que queremos, o caminho é sinuoso e custa muito desbravá-lo. Mas o que vale a pena, o que vale realmente a pena, é a nossa meta e não há caminho que nos consiga afastar daquele ponto. É como o ponto em que o mar e o céu se tocam: o horizonte. Se é que esse ponto existe, se é que o céu e o mar não são totalmente paralelos, que algum dia se tocam... Haverá, de facto, um caminho em linha recta para a felicidade?

3 comentários:

wendy disse...

nós conseguimos sempre atingir a felicidade basta acreditar (:

wendy disse...

talvez tenhas razão, mas já é meio caminho andado..

Ivy disse...

obrigada :)