8.3.12

Gosto de pintar as unhas, gosto de tranças e gosto de sinceridade. É por isso que detesto hipocrisia, quase tanto como detesto perfumes doces no Verão. De facto, nunca gostei de doçura a mais: assusta, e prende-nos de forma tão brusca que não conseguimos controlar. Controlo todos os dias o número de mensagens que envio para... nem sei bem para quê nem porquê. Não gosto que me façam perguntas sobre coisas das quais já não me lembro e depois me respondam "não foi isso que disseste na altura!" Digo sempre o que penso, tal e qual como penso a quem de direito. Por falar em direitos, o meu sonho é exercer Advocacia, de forma clara e justa, sempre fiel aos meus princípios.  Não gosto de chorar, evito ao máximo fazê-lo, mas o que custa é começar e começando demoro até parar. Perdoo mas nunca esqueço, tanto as coisas más como as coisas boas. Não aceito pedidos de desculpas quando no momento em que erraram as pessoas tinham a noção de que me estavam a magoar, mas não pararam.
Os outros fazem comigo o que eu deixo e não o que querem. Sempre foi assim, assim permanecerá. E quem contesta, tem carta branca para sair.

2 comentários:

cláudiagomes. disse...

somos parecidas!

Maria Inês disse...

costuma-se dizer "o que está feito, está feito", por isso, olhar para trás já se torna mesmo desnecessário. :)