3.2.12

Quantas vezes não lemos nós descrições de situações que achamos já ter vivido? É um déja vu literário. Normalmente indentificamo-nos com os textos tristes, de vidas sofridas e letárgicas, lentas, frias, paradas. E poucas são as vezes que associamos o nosso sorriso ao da princesa com uma vida como a nossa, normal, que corre para apanhar o autocarro e ir ter com ele e morde o fecho do casaco para que ele não a veja chorar quando se apercebe que falta pouco tempo para se separarem de novo. Só nos identificaremos com esta Cinderela dos tempos modernos na fase em que ela vê as outras, as irmãs, ficarem com o seu príncipe... E se se tivessem apercebido mais cedo da magia em que se encontram, não o tinham deixado escapar.

8 comentários:

Alice disse...

Correu mais ou menos, obrigada (:

carina disse...

sendo assim..muito obrigada mariana. é bom ler isso,continuarei por aqui

silver disse...

gostei, sigo com muito gosto.

carina disse...

acredito e sei bem disso**

Maria Inês disse...

adorei :)

MARIANNE disse...

é costume as pessoas só darem valor quando perdem, é o mal de muita gente!

carina disse...

obrigada!:)

MARIANNE disse...

o problema é ela deixou de se lembrar de mim também nesses dias :s