3.1.12

É necessário saber distinguir amar de gostar. Depois, é necessário ver quem amamos e de quem apenas gostamos. Porque o amor é algo maior, é puro e forte. Obscuro, por vezes. Amar é como ter em mão um diamante em bruto, gostar é possuir um diamante já lapidado: ao amar, amamos com tudo o que temos, sem pensar, sem ponderar, e é assim que tem de ser. Para quê limar sentimentos? Por vezes desperdiçamos a parte mais verdadeira e achamos que estamos a fazer o que é correcto.

{Raquel, do blog Feito num oito, não te consigo comentar porque a tua caixa de comentários não mo permite. Gostava de poder responder e mostrar a minha opinião quanto aos teus posts. Fica a dica: não consigo colocar comentários em blogs com "mensagem abaixo incorporada" na colocação de formulário de comentários}

8 comentários:

MARIANNE disse...

eu acho que muita gente confunde esses dois sentimentos. passam logo para o "amo-te" sem o sentirem ou sem saberem o que é realmente amar.

MARIANNE disse...

é muito triste, não é? acho que um "gosto de ti" torna-se mais sincero, nos tempos que correm, que um "amo-te" e claro que devia ser ao contrário, visto que os sentimentos são bem diferentes - o ultimo é bem mais forte!

ana disse...

há muita gente que não sabe o significado da palavra amar, por vezes confundem em maior parte dos casos ..

elise disse...

concordo com tudo, adorei*

wendy disse...

espero que tenhas razão ..

Mrs. C disse...

Muitas pessoas confundem-se.
O amor é uma loucura, uma doença que nos apanha sem aviso, uma espécie de virose.

Mrs. C disse...

Marianne, concordo contigo! Actualmente um "gosto muito de ti" que ao dizer pouco diz muito, é capaz de ter mais valor que um amo-te banal aos nossos dias.

Francisca. disse...

é, ainda existe gente que não sabe exprimir o que sente, pode não encontrar as palavras certaas, mas ao menos diziam algo que fosse verdadeiro :\